WhatsApp
Pesquisar
Close this search box.

Quais são os melhores tipos de software para gestão de redes de telecomunicações? Conheça as categorias e como escolher

Profissional segurando um tablet digital à procura dos melhores tipos de software para gestão de redes de telecomunicações.

Os tipos de softwares essenciais para gestão de redes de telecomunicações abrangem monitoramento, provisionamento, segurança, automação e otimização, permitindo o controle completo da infraestrutura e a entrega de serviços de alta qualidade. Saiba mais!

O segmento de redes de telecomunicações evoluiu muito nos últimos anos e tende a evoluir cada vez mais. Afinal, em uma sociedade tão conectada quanto a nossa, em que até dispositivos “tradicionais” podem ser conectados à internet, a complexidade das redes também deve aumentar. Nesse contexto, os principais tipos de software assumem um papel importante para gerenciar e otimizar a infraestrutura de rede, garantindo a qualidade e a confiabilidade da conexão para os usuários.

De acordo com dados da Grand View Research, o mercado global de serviços de telecomunicações foi avaliado em US$ 1,805 trilhão em 2022 e está estimado a apresentar uma taxa de crescimento anual composta (CAGR, ou Compound Annual Growth Rate) de 6,2% de 2023 a 2030.

Se esta previsão se manter, o resultado será um mercado global de serviços de telecom avaliado em mais de US$ 2,92 trilhões em 2030, ou seja, movimentando US$ 8 bilhões por dia.

Para conseguir dar conta de um mercado tão grande e relevante, é necessário ter softwares para gestão de redes de telecomunicações que sejam robustos e confiáveis, o que se aplica desde empresas globais até pequenos negócios. Porém, você sabe quais são os tipos de softwares?

Continue a leitura para entender quais são as possibilidades e como escolher o que mais faz sentido para o seu negócio.

O que é um software

Software é um conjunto de interações ou programas que permitem ao usuário interagir com o hardware do computador ou executar as tarefas desejadas. Enquanto o hardware é a “parte física”, contemplando o processador, a memória RAM e os demais componentes do dispositivo, seja um smartphone, um laptop ou outras opções, o software é a “parte digital” da coisa.

O que é um software para gestão de redes de telecomunicações

Um software para gestão de redes de telecomunicações tem como objetivo ajudar os gestores e administradores que têm em suas empresas algum sistema de gestão de redes de telecomunicações.

É por meio deste software que o gestor terá controle sobre o uso das redes de telecomunicações, permitindo que ele acompanhe seu uso no detalhe e, além disso, possa tomar as devidas medidas quando forem necessárias.

Leia também: 10 termos do mercado de gestão que todos deveriam saber

Principais tipos de software

Existem diferentes opções entre os softwares. Conheça os principais:

Software aplicativo

O software aplicativo é focado em realizar tarefas para o usuário, como navegação na internet, processamento de texto ou um software para gestão de redes de telecomunicações, por exemplo.

Software de programação

O software de programação conta com ferramentas que permitem que os desenvolvedores criem novos programas e aplicativos. É através desses softwares que são desenvolvidos os aplicativos e programas que os usuários comuns não-desenvolvedores utilizam no trabalho e na vida pessoal.

Software de sistema

Por fim, o software de sistema contempla sistemas operacionais e utilitários que mantêm o dispositivo funcionando normalmente, como Android e iOS (smartphones), Windows e MacOS (computadores).

Categorias de softwares

Há diferentes classificações para esses softwares, como as seguintes:

Software de gestão de telecomunicações (TEM, ou Telecom Expense Management)

Software projetado para gerenciar todos os aspectos das despesas de telecomunicações de uma empresa, de modo que esta gestão se dê da maneira mais profissional, acurada, eficiente, transparente e econômica possível.

Entre as funcionalidades de um software de Telecom Expense Management destacam-se a auditoria de faturas, o controle de custos, o gerenciamento de ativos e a análise de uso, além da geração de relatórios detalhados.

Software de monitoramento de rede

O papel dos softwares de monitoramento de rede é trazer insights em tempo real acerca das redes, monitorando seu desempenho e detectando falhas, de modo que possam ser corrigidas o mais rápido possível, o que evita a perda de produtividade de toda a equipe.

Além da identificação de falhas, tais softwares otimizam o uso de recursos e identificam gargalos que possam ser prejudiciais à operação.

Software de gerenciamento de ativos de rede

Estes softwares trabalham em conjunto com os softwares de monitoramento, rastreando todos os dispositivos de rede, como servidores, roteadores, switches e estações de trabalho.

Com eles, a atualização do inventário de ativos torna-se muito mais simples e eficaz, além de permitir acompanhar o ciclo de vida dos ativos e planejar atualizações de segurança e desempenho conforme forem necessárias.

Software de gerenciamento de configuração

Outro tipo de software é o de gerenciamento de configuração, capaz de automatizar a configuração e o provisionamento de dispositivos de rede, garantindo que as configurações sejam consistentes e seguras.

Também traçando um paralelo com as explicações que vimos anteriormente, este é um software de gestão de telecomunicações que atua mais na parte de software, enquanto os dois explicados acima atuam com os hardwares.

Leia também: Como escolher o melhor sistema de gestão de telecom para o seu negócio

O que considerar na escolha de um software de gestão de telecomunicações?

Independentemente de qual seja o software necessário, é importante considerar algumas características antes de tomar a decisão, como as seguintes:

  • Flexibilidade e escalabilidade: as necessidades com gestão de telecom podem mudar rapidamente. Por isso, é importante ter softwares flexíveis e escaláveis, que possibilitem o aumento ou a redução de seus recursos e capacidades de maneira simples e rápida.
  • Integração com outros sistemas: em um mundo tão conectado, ter sistemas isolados uns dos outros não é eficiente. O ideal é que a solução utilizada consiga conversar com outras já utilizadas e até as que podem passar a ser usadas no futuro, seja por meio de integrações simples ou APIs, por exemplo.
  • Usabilidade e intuitividade: é preciso se adaptar a qualquer novo sistema, mas quanto mais simples e fluida for esta adaptação, melhor. Portanto, vale optar por sistemas que proporcionem uma experiência agradável e fluida para os usuários.
  • Segurança de dados: por lidar diretamente com dados, é fundamental que os sistemas sejam seguros, com protocolos de criptografia e transparência.
  • Suporte ao cliente: por último, mas não menos importante, o suporte deve ser rápido, eficiente e confiável, de modo a resolver eventuais dúvidas e problemas com celeridade e eficiência.

 

Conte com o software de gestão de Telecom e TI da Sumus!

Depois de entender as diferenças entre os tipos de softwares de gestão de Telecom, você estará apto a decidir a solução que mais faça sentido para o seu negócio.

O Sumus TEM+ é o software de gestão de telecomunicações que pode trazer o controle, segurança, eficiência e economia que seu negócio precisa. 

Solicite um trial gratuito e revolucione a sua gestão de redes de telecomunicações!

Autor:

NEWSLETTER

[contact-form-7 id=”5646″ title=”Form News Sidebar” html_name=”/news-blog-form/”]

Entenda como a Sumus pode gerir os custos e reduzir as despesas seu negócio: