Você faz um bom uso do celular corporativo? Descubra aqui!

celular corporativo

Com o telefone fixo caindo cada vez mais em desuso, além dos aparelhos celulares lançarem cada vez mais funcionalidades interessantes para as empresas, o celular corporativo está ganhando muito espaço.

Porém, é importante que ele seja usado sabiamente, para que não se torne uma ferramenta nociva para a produtividade e foco da equipe.

Neste artigo, explicaremos o que são os celulares corporativos e como fazer um bom uso dessa ferramenta, além de entender como é possível reduzir custos utilizando essa tecnologia.

Continue a leitura!

 

O que são os celulares corporativos?

O celular corporativo é um aparelho de telefone cedido ao funcionário pela organização, para que o mesmo possa resolver as principais questões do ambiente de trabalho. 

Normalmente, quem realiza os pagamentos da conta do celular ao fim do mês é a organização. Por isso, muitas vezes, há a necessidade do controle.

Os celulares corporativos podem ser de muita ajuda para aqueles colaboradores que estejam trabalhando remotamente, pois assim, poderão acessar dados importantes do seu trabalho e se comunicar com o restante da empresa facilmente.

Os modelos mais modernos permitem que sejam baixados aplicativos, tanto da própria organização quanto de terceiros, que podem auxiliar em diversas funções do seu ofício.

 

Leia também:

 

Como fazer um bom uso dos celulares corporativos?

Agora que você entendeu um pouco mais sobre o que são os celulares corporativos, está na hora de entender o que você pode fazer na prática para ter um bom uso desses equipamentos em seu negócio:

 

  • Controle por cotas individuais

De acordo com consultores de gestão, uma das políticas que tem dado certo no mercado é o controle por cotas individuais, com limite para minutos de voz, bytes e tempo de uso geral. “Por ser simples de implantar, esta política baseada pela coerção traz para o negócio a vantagem da previsibilidade.

 

  • Campanhas de incentivo

Também é possível investir em campanhas de incentivo, com metas atreladas a premiação e, a partir daí, gerar uma política forte de redução de custo. Mas o especialista alerta: “Estamos falando de um ponto que toca na cultura da organização, portanto é um trabalho a longo prazo que requer paciência e persistência. Além disso, uma mesma política não funciona necessariamente em todas as áreas.

 

  • Divisão do controle do celular corporativo por cargos

O perfil de comunicação deve ser diferente dependendo dos profissionais. Um executivo de vendas tem custos e necessidades diferenciados de um profissional de logística, por exemplo. Políticas genéricas nestes casos não são ideais.

Dessa maneira, é possível definir como cada profissional deve utilizar o seu aparelho corporativo, sem que isso interfira na sua produtividade ou na plena atuação.

 

  • Limite do uso do celular corporativo apenas para tarefas da empresa

De acordo com o Diretor de Marketing e Produtos da Sumus, estão ocorrendo abusos no uso dos aparelhos corporativos: “Os colaboradores abusam nos acessos wi-fi, no download de jogos e até torpedos.” 

O que muitas firmas têm feito para minimizar os seus custos com celulares é controlar os aparelhos por meio de soluções específicas, como o MDM Sumus.

Nele, é possível limitar o uso do celular apenas a certos aplicativos, redes de wi-fi e funcionalidades, controlando melhor o celular além de trazer maior segurança e redução de custos com pacotes de dados e manutenções.

Dessa forma, é possível validar a utilização desses serviços e das ligações particulares e, se for política do negócio, realizar a cobrança do funcionário de forma automática.

Você pode conferir mais dicas nesse e-book gratuito: 7 dicas de como usar o celular corporativo e aplicativos de gestão de contas

 

E como incentivar a equipe a fazer o mesmo?

Além da própria organização adotar medidas que promovam um bom uso do celular corporativo, é importante que os funcionários também tomem a iniciativa de usar esse aparelho de maneira consciente.

Além das campanhas de incentivo direto que mostramos no tópico anterior, também é interessante fazer palestras, conversas e espalhar folhetos que mostrem a importância de ter um uso correto dos celulares corporativos.

Mostre que, ao usar o aparelho apenas para atividades importantes do trabalho, eles ganharão mais produtividade, mais foco e, consequentemente, se destacarão no negócio.

Porém, é importante manter uma rotina de diálogo entre a equipe e os gestores, para que se possa atualizar sobre as atividades que serão realizadas utilizando os celulares corporativos para fins de trabalho, como o uso de redes sociais, por exemplo.

 

É possível reduzir custos de uso do celular corporativo?

Os valores dos gastos variam muito conforme o porte e segmento da empresa, porém, a tendência geral, independentemente disto, é de que o gasto com serviços móveis continue sendo a parcela que cresce mais rápido na conta de telefonia das firmas.

“Para fazer a gestão destes custos, é possível implementar políticas de controle com uma série de medidas restritivas e de incentivo. Porém, o negócio não deve olhar apenas as ferramentas que estão sendo utilizadas, mas sim os processos e pessoas”, conta Luiz. 

Além disso, também é possível investir em sistemas focados na redução de custo de telecom, como o Sumus Concept, que apresenta diversos módulos que otimizam o setor.

Um deles é o Billing Móvel, que auxilia no controle das linhas corporativas, por meio do gerenciamento de custos por usuário. Dessa maneira, você saberá quais são os funcionários que mais ou menos utilizam os dispositivos móveis. 

 

Quer entender como o Billing Móvel e os demais módulos do Sumus Concept podem te ajudar a aumentar a lucratividade do seu negócio? Baixe gratuitamente o nosso e-book e confira:

Autor:

O que procura?

NEWSLETTER