Quais são os tipos de certificação ISO?

Saiba o que isso quer dizer e quais são as certificações ISO mais conhecidas!

É bem provável que você já tenha ouvido falar alguma vez sobre a ISO, sigla para “International Organization for Standardization”, traduzida para Organização Internacional de Normatização, mas pode ser que não conheça os tipos de certificação ISO.
A organização é essencial para o setor de bens e serviços, pois visa manter a padronização de preceitos em todo o mundo, de modo a manter a mais alta qualidade possível daquilo que é oferecido pelas empresas.
Vamos aprender os objetivos da ISO, bem como as certificações mais conhecidas e requisitadas pelas empresas, o que pode fazer com que elas se destaquem perante a concorrência no mercado.

Como a ISO atua?

Através da definição de padrões internacionais que podem ser seguidos por empresas de todo o mundo, de modo a assegurar a qualidade, a segurança e a eficiência do que elas oferecem.
De acordo com a definição da própria organização, padrões internacionais fazem as coisas funcionarem, já que concedem especificações que estão entre as melhores do mundo para produtos, serviços e sistemas.
A ISO é uma organização internacional e não-governamental que possui 164 membros distribuídos em todo o mundo, sendo que cada país possui apenas um membro e representa a organização naquele território.
Até hoje, já foram publicados mais de 22.560 padrões internacionais de qualidade e documentos correlatos, que abrangem praticamente todas as áreas possíveis, como tecnologia, segurança alimentar, agricultura e cuidados com a saúde, entre outros.
No Brasil, o membro responsável é a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), nos Estados Unidos é o American National Standards Institute (ANSI), no Reino Unido é a British Standards Institution (BSI) e por aí vai.
Existem três categorias de membros, que são as seguintes:
Corpos de membros (ou membros de pleno direito): influenciam no desenvolvimento e na estratégia dos padrões iSO através de sua participação e votação em encontros técnicos e políticos da instituição. São autorizados a vender e adotar padrões internacionais da ISO em seus respectivos países.
Membros correspondentes: observam o desenvolvimento de padrões e estratégias da ISO e participam dos encontros técnicos e políticos como observadores. Também são autorizados a vender e adotar padrões internacionais ISO nacionalmente.
Membros inscritos: mantêm-se à par do trabalho da ISO, mas não podem participar dos encontros, vender ou adotar os padrões da ISO nacionalmente.
O Brasil é um dos membros de pleno direito, o que significa que a ABNT, que representa a ISO no país, exerce influência nas votações e encontros realizados com os demais.

Quais são os tipos de certificação ISO mais comuns?

Folha de papel quadriculada com escrita Quality Management e certificação ISO 9001.
O número é grande, mas no que tange àquelas que dizem respeito ao cotidiano da maioria da população, é possível reduzir esse número. A ISO 9001, por exemplo, está entre os tipos de certificação ISO mais conhecidos.
Elas se dividem entre grupos de normas, as quais abrangem áreas específicas. Alguns dos grupos que se destacam são os seguintes:

ISO 9000

Provavelmente, a série mais conhecida do mundo, a qual define, estabelece e mantém um sistema de controle de qualidade para empresas que prestam serviços e oferecem produtos ao público.
Além de ser muito conhecida, a série ISO 9000 faz total diferença para as empresas, inclusive entre entre as demais normas padronizadas.
Dentro do grupo da ISO 9000, estão as seguintes normas:
ISO 9001: relacionada à qualidade de processos internos, desponta entre as mais desejadas para as empresas.
ISO 9004: conduta para o sucesso da empresa, baseado nas orientações necessárias para que se implante o Sistema de Gestão da Qualidade.
ISO 19011: instruções e orientações para a realização de auditorias de sistemas de gestão.

ISO 14000

Similar à série 9000, mas abrange especificamente as diretrizes para que seja possível implementar adequadamente o Sistema de Gestão Ambiental (SGA) nas companhias.
A proteção ambiental está entre os pilares da série, e as empresas que a obtêm precisam compreender a importância do cumprimento da legislação ambiental nacional.
Algumas das normas são as seguintes:
ISO 14001: aborda o SGA.
ISO 14004: SGA aplicado ao uso interno da companhia.
ISO 14010: Auditorias Ambientais.
ISO 14040: Análise do Ciclo de Vida.

ISO 50001

Esses tipos de certificação ISO dizem respeito à gestão e conservação da energia, a qual é imprescindível para a indústria. Sua finalidade é ajudar as indústrias que querem melhorar o uso de energia e, assim, contribuir para a preservação do meio ambiente.
Os benefícios obtidos por sua implantação podem ser sentidos pelas indústrias e também para as instalações comerciais de tais empresas. A publicação da norma é datada de 2011 e seus elementos são similares às da ISO 9001 e ISO 14001.

Como obter as certificações ISO?

O processo consiste no cumprimento de algumas etapas, de modo que seja possível obter os tipos de certificação ISO viáveis à área de atuação da companhia.
O primeiro passo é identificar a situação da empresa em relação ao que é solicitado pela norma, o que é feito através de um diagnóstico. Posteriormente, deve-se planejar o que será feito para implementar as medidas necessárias.
O próximo passo é proceder com a implementação propriamente dita, seguida, por fim, da auditoria externa, quando um órgão certificador a visita e, caso tudo esteja nos conformes, valida a certificação.
O ideal é que seja contratada uma empresa especializada nos tipos de certificação ISO desejados, já que ela conhece os trâmites necessários para que seja possível adequar a empresa ao que for solicitado e, assim, possibilitar a obtenção do certificado.
Os tipos de certificação ISO se mostram como um diferencial importante em relação às demais empresas do mercado; assim como as certificações do mercado de tecnologia são importantes para as empresas que neles atuam.
Por consequência, da mesma forma que há certificações específicas de cada área que possuem um peso especial, a ISO 9001 recebe grande destaque entre as companhias e é um indicativo positivo da qualidade daquela empresa.
A Sumus é uma empresa que possui o Certificado de Sistema da Qualidade de acordo com os requisitos da NBR ISO 9001 entre seus prêmios e certificações, o que ressalta a eficiência e qualidade dos serviços prestados aos clientes.
Seja para a contratação de serviços de gestão de telecom, a escolha de uma indústria do setor automotivo ou para uma consultoria financeira, busque saber quais são os tipos de certificação ISO e dê preferência às empresas que o possuem. Assim, o resultado obtido pela empresa tende a ser o melhor possível.

Autor:

O que procura?

NEWSLETTER