WhatsApp
Pesquisar
Close this search box.

Metaverso: o que é e como pode impactar o setor de telecom

Fotografia de uma mulher que utiliza óculos de realidade virtual para acessar o metaverso.

Metaverso é um ambiente virtual interativo e em constante evolução, que pode transformar o setor de telecomunicações ao demandar redes mais rápidas e confiáveis para suportar experiências imersivas em larga escala. Saiba mais!

O mundo tem testemunhado uma evolução exponencial das tecnologias digitais, e uma das inovações mais empolgantes é o surgimento do metaverso

Este conceito revolucionário está transformando a maneira como interagimos e vivemos online, criando um novo universo virtual onde a fronteira entre o mundo real e o digital se dissolve. 

Para um empresário, estar atento a essas inovações tecnológicas é essencial, pois o metaverso promete não apenas redefinir a experiência digital, mas também abrir novas oportunidades e desafios para os negócios. 

O que é metaverso?

O metaverso é como um novo tipo de mundo que mistura a realidade com o mundo digital. Basicamente, é um novo jeito de interagir e viver online, onde a linha entre o mundo real e o digital se torna bem fina. 

O metaverso é um espaço virtual tridimensional persistente, onde é possível interagir com pessoas e objetos virtuais de forma imersiva, usando avatares ou representações digitais de si mesmos. 

Imagine um lugar onde você pode estar presente usando um avatar, uma espécie de versão digital de você mesmo, e fazer coisas como conversar com outras pessoas, trabalhar, estudar e até mesmo se divertir, tudo em um ambiente virtual 3D.

É como se fosse uma nova camada da internet, onde você não apenas consome conteúdo, mas realmente vive experiências junto com outras pessoas, como em um grande jogo de videogame, mas muito mais complexo e realista.

O termo foi popularizado por Neal Stephenson em seu romance de ficção científica “Snow Crash” e desde então tem sido explorado de diversas formas, desde videogames até realidade virtual, redes sociais e ambientes de realidade aumentada. 

Grandes empresas de tecnologia, como o Facebook – agora chamado Meta – estão investindo pesado nessa ideia porque veem o metaverso como o próximo passo importante da internet. Outras empresas como Microsoft e Roblox também estão nessa corrida para criar e dominar esse universo virtual. Por que o metaverso foi criado?

Leia mais: Gestão da tecnologia da informação

Tecnologias presentes no metaverso

Para que o metaverso possa ser possível, é necessário usar diversas tecnologias que, juntas, criam a experiência. Conheça algumas:

Realidade virtual

Essa tecnologia permite que você entre em um mundo totalmente digital usando um headset ou óculos especiais. É como se você fosse transportado para outro lugar, onde pode olhar ao redor e interagir com objetos como se estivesse lá pessoalmente. É uma imersão total no mundo virtual.

Realidade aumentada

Ao contrário da realidade virtual, a realidade aumentada adiciona elementos digitais ao mundo real. Por exemplo, você pode usar seu smartphone para ver informações sobre objetos ao seu redor ou até mesmo jogar jogos que se misturam com o ambiente real.

NFT

Outra tecnologia importante no metaverso são os NFTs. Esses tokens são únicos e não podem ser trocados de forma igual, como o dinheiro tradicional. Eles são usados para representar propriedade digital, como obras de arte, skins de jogos ou até mesmo terrenos virtuais. Os NFTs ajudam a garantir a propriedade e a autenticidade dos itens digitais dentro do metaverso, tornando possível comprar, vender e colecionar ativos digitais com segurança e transparência.

Criptomoedas

As criptomoedas são moedas digitais que funcionam fora do controle de governos ou instituições financeiras tradicionais. Elas são usadas para realizar transações dentro do metaverso, seja para comprar itens virtuais, investir em projetos ou até mesmo como forma de pagamento em empregos e serviços dentro desse mundo virtual. 

As criptomoedas oferecem segurança, rapidez e anonimato nas transações, facilitando a economia dentro do metaverso e permitindo que as pessoas tenham controle sobre seu próprio dinheiro digital.

Blockchain

O Blockchain é uma espécie de “livro-razão” digital que registra todas as transações e atividades dentro do metaverso de forma segura e transparente. Sendo descentralizado, o que significa que não é controlado por uma única entidade, o blockchain é resistente a fraudes e manipulações. 

Ela garante a integridade e a confiabilidade das informações no metaverso, permitindo que os usuários rastreiem e verifiquem todas as transações e atividades realizadas dentro desse mundo virtual. 

Leia mais: Automação na nuvem

Quais são os exemplos de metaverso?

Existem diversos exemplos de metaversos em desenvolvimento ou já em funcionamento. Alguns dos mais conhecidos incluem:

  • Second Life: Um dos mais antigos e conhecidos metaversos, Second Life permite que os usuários criem avatares, comprem e vendam propriedades virtuais, participem de eventos e interajam uns com os outros em um mundo virtual persistente.
  • Decentraland: É uma plataforma baseada em blockchain onde os usuários podem criar, explorar e monetizar seus próprios mundos virtuais. Os usuários podem comprar terrenos virtuais, construir neles e interagir com outros participantes.
  • VRChat: Um ambiente virtual onde os usuários podem criar avatares personalizados e interagir em salas virtuais tridimensionais. É conhecido por sua comunidade ativa e diversificada, que organiza eventos, jogos e atividades sociais dentro do mundo virtual.
  • Roblox: Embora inicialmente conhecido como uma plataforma de jogos para crianças, Roblox evoluiu para um metaverso onde os usuários podem criar seus próprios jogos e experiências interativas, além de socializar com outros jogadores.
  • The Sandbox: Uma plataforma de criação de jogos e mundos virtuais baseada em blockchain, onde os usuários podem construir, compartilhar e monetizar seus próprios jogos e experiências dentro do metaverso.

Minha empresa precisa estar no metaverso?

A decisão de se envolver ou não no metaverso depende dos objetivos e da natureza do seu negócio. Antes de tomar essa decisão, você precisa considerar alguns fatores.

Se o seu público-alvo está ativo em ambientes virtuais ou se você espera atrair uma nova demografia que está engajada no metaverso, pode ser benéfico para sua empresa estar presente nesses espaços. Porém, se seu  negócio foca em outra faixa demográfica, pode ser que investir em outras tecnologias seja mais benéfico no momento. 

Outra razão para estar no metaverso é se sua empresa deseja se posicionar como inovadora e na vanguarda da tecnologia. A presença no metaverso pode ser uma maneira de demonstrar esse compromisso e se destacar da concorrência.

Estar presente no metaverso pode ser uma maneira eficaz de aumentar o reconhecimento da marca e alcançar um público mais amplo, além de oferecer novas maneiras de interagir e se conectar com seus clientes. 

É importante avaliar cuidadosamente os custos, os recursos necessários e os possíveis riscos antes de ingressar no metaverso. Nem todas as empresas se beneficiarão igualmente da presença nesses ambientes virtuais, e é importante entender como isso se alinha aos objetivos e estratégias de negócios da sua empresa.

Quais são os pontos negativos do metaverso?

Embora o metaverso ofereça diversas oportunidades, também apresenta desafios e pontos negativos. 

O metaverso depende fortemente de tecnologias emergentes, como realidade virtual, realidade aumentada e blockchain. Isso significa que as empresas que desejam se envolver no metaverso precisam lidar com a rápida evolução dessas tecnologias e os custos associados à sua implementação e manutenção.

Existem ainda preocupações sobre privacidade e segurança dos dados dos usuários. Como as interações ocorrem em um ambiente digital compartilhado, existe o risco de exposição a fraudes, roubo de identidade e violações de privacidade.

Outra preocupação está nas desigualdades sociais e econômicas. Nem todas as pessoas têm acesso à tecnologia necessária para participar do metaverso, como dispositivos de realidade virtual ou acesso à internet de alta velocidade. Isso pode criar disparidades de acesso e exclusão digital para aqueles que não podem participar plenamente do mundo virtual.

Saiba mais: Como escolher o melhor sistema de Gestão de Telecom 

Como o metaverso pode impactar o setor de telecom?

O metaverso tem o potencial de impactar significativamente o setor de telecomunicações de várias maneiras. Confira as 4 principais formas de impacto nessa área!

1. Demanda por largura de banda

O metaverso requer uma quantidade significativa de largura de banda para suportar as interações em tempo real, transmissão de dados de alta qualidade e experiências imersivas em realidade virtual e realidade aumentada. Isso pode aumentar a demanda por serviços de internet de alta velocidade e redes móveis mais avançadas.

2. Expansão da infraestrutura de rede 

Para suportar a crescente demanda por largura de banda e conectividade, as empresas de telecomunicações podem precisar expandir e aprimorar sua infraestrutura de rede, incluindo a implantação de fibra óptica, atualização de redes móveis para tecnologias como 5G e investimento em redes de baixa latência.

3. Desenvolvimento de serviços especializados

O metaverso pode impulsionar o desenvolvimento de serviços especializados de telecomunicações voltados para experiências virtuais, como pacotes de internet otimizados para realidade virtual, planos de dados ilimitados para jogos online e soluções de rede personalizadas para empresas que operam dentro do metaverso.

4. Segurança e privacidade

Com o aumento das interações no metaverso, as preocupações com segurança e privacidade dos dados dos usuários se tornam ainda mais importantes. As empresas de telecomunicações podem desempenhar um papel fundamental na proteção dos dados e na garantia da segurança das redes utilizadas para acessar o metaverso.

Conte com a SUMUS!

Aproveite ao máximo os benefícios da gestão de TI e Telecom com os serviços especializados da Sumus! 

Nossa solução TEM+ oferece os melhores processos, ferramentas e práticas para controle e organização dos seus serviços digitais. Com nossa equipe especializada, você terá uma visão completa dos seus recursos, identificando oportunidades, reduzindo custos e otimizando o inventário. 

Não se preocupe em montar uma equipe interna – deixe a gestão conosco e foque no crescimento do seu negócio. 

Entre em contato hoje mesmo para saber mais!

Autor:

NEWSLETTER

[contact-form-7 id=”5646″ title=”Form News Sidebar” html_name=”/news-blog-form/”]

Entenda como a Sumus pode gerir os custos e reduzir as despesas seu negócio: