Controle financeiro empresarial: 9 termos que você precisa entender.

Confira os termos essenciais de gestão financeira e seus significados

Cada área possui sua linguagem e termos específicos, e não poderia ser diferente com o controle financeiro empresarial, que compreende as estratégias, técnicas e práticas necessárias para que a condição financeira de um negócio seja a mais favorável possível.
Todos esses termos podem ser utilizados em projetos de gestão financeira, e não entender seus significados é bastante prejudicial para o andamento das estratégias. Por isso, é fundamental contar com um glossário dos principais, bem como de seus significados.
Para facilitar esse processo, nós separamos os termos essenciais para que você seja capaz de conduzir ou participar de um projeto de controle das finanças. Dessa forma, os resultados podem ser ainda melhores!

Glossário de termos de controle financeiro empresarial

Um dos maiores erros de gestão financeira é não compreender o que significam as palavras técnicas da área. Ao ter esse conhecimento, será possível proporcionar um controle muito mais equilibrado e consciente das finanças!

Análise econômico-financeira

Análise dos demonstrativos financeiros do negócio, para definir se é possível atingir o desenvolvimento que a empresa planejou, bem como se ela consegue se manter no mercado.
Alguns dos indicadores que são usados nessa etapa do controle financeiro empresarial são endividamento, rentabilidade, liquidez e atividade, o que permite traçar um panorama da empresa e, assim, planejar as etapas com as quais ela pode se deparar a curto, médio e longo prazo.
Seu uso também pode ser feito por investidores, que através dos resultados obtidos, definirão se é uma alternativa economicamente viável investir em suas ações ou não.
controle financeiro empresarial

Anatocismo

Sinônimo de juros compostos, juros sobre juros ou capitalização de juros, fenômeno que faz com que um contrato de mútuo que não tenha sido pago até sua data de vencimento tenha os juros de mora incorporados em seu valor.
Consequentemente, o valor da próxima base de cálculo será o da primeira dívida, acrescido dos juros de mora, os quais estarão novamente sujeitos à incidência de juros, o que resulta em um efeito de bola de neve.
Ainda que seja um termo comum no controle financeiro empresarial, é importante ressaltar que essa é uma prática não permitida pela legislação brasileira, a menos quando houver estipulações anteriores que a autorizem explicitamente.

Capital de giro

Recursos destinados aos pagamentos que a empresa precisa fazer, como fornecedores, contas a pagar, reposição de estoque, salário dos funcionários e afins. Também pode ser chamado de capital de trabalho.
Ter um bom capital de giro é uma das principais dicas de gestão financeira para todas as empresas, já que garante que ela tenha o dinheiro necessário para continuar suas operações.
Esse valor também pode entrar em ação para cobrir pagamentos quando as vendas foram feitas à prazo e a empresa ainda não recebeu a quantia por parte do cliente.

Curto, médio e longo prazo

O controle financeiro empresarial utiliza muito esses termos para a definição das estratégias do futuro da empresa. Ainda que seja de simples compreensão, é importante entender qual é o período de tempo compreendido em cada um deles:

  • Curto prazo: de 3 a 6 meses;
  • Médio prazo: de 1 a 3 anos;
  • Longo prazo: mais de 5 anos.

Essas definições podem variar um pouco de acordo com cada empresa, mas o período de tempo costuma estar nessa faixa. Também pode-se usar a junção dos termos, como de curto a médio prazo, que seria um intermediário.

Despesas fixas e variáveis

Embora sejam valores que precisam ser pagos, as despesas fixas e variáveis são consideradas de maneira diferente.

  • Despesas fixas: custos que a empresa apresenta periodicamente, seja qual for sua produção ou a quantidade de vendas em um dado período, como aluguel, salários, contas de água, luz, telefone e internet, pró-labore e impostos.
  • Despesas variáveis: custos que mudam de acordo com a quantidade de vendas feitas no mês ou de itens produzidos, como gastos com matéria-prima que tenham decorrido de um pedido especial. Consequentemente, não podem ser estimados com muita precisão antes de acontecerem.

Fusão

Acontece quando duas ou mais empresas passam a ser uma só e, a partir de então, oferecer seus produtos e serviços de maneira conjunta. Suas atividades operacionais se mantém da maneira que eram anteriormente.
Isso pode ser discutido no controle financeiro empresarial de companhias de todos os portes e segmentos quando elas desejam aumentar sua participação no mercado.

Lucro líquido, operacional e por ação

Três diferentes abrangências dos lucros, que variam de acordo com sua aplicação. Os significados são os seguintes:

  • Lucro líquido: valor remanescente da receita da empresa depois de subtraídos todos os custos, despesas e valores do imposto de renda.
  • Lucro operacional: quantia da receita líquida, depois da subtração das despesas, sem considerar valores que não sejam relacionados à principal atividade desenvolvida pela empresa.
  • Lucro por ação: lucro que a empresa possui dividido por cada uma de suas ações.

controle financeiro empresarial
 

Ponto de equilíbrio

Ocorre quando as receitas da empresa são exatamente iguais às suas despesas, como se ela estivesse no zero. Se os custos aumentarem, ela passa a estar na faixa do prejuízo, ao passo que uma maior receita a leva à lucratividade.
Esse é um termo comumente visto no controle financeiro empresarial quando a empresa deixou de estar em seus primeiros meses, em que o prejuízo é mais comum, e está se estabelecendo em busca de um equilíbrio entre receitas e despesas até que possa aumentar seu faturamento.

Pró-labore

Remuneração dos sócios, equivalente ao seu salário, embora seja denominado de maneira diferente por sua posição dentro da empresa. Pode ser fixo ou variável de acordo com o faturamento mensal, definição que deve ser feita entre os próprios sócios.

Domine os termos do controle financeiro operacional e tenha uma gestão mais eficiente

Entender as situações que o departamento financeiro reserva é fundamental para a tomada das melhores decisões, e isso passa diretamente pela análise dos termos utilizados no dia-a-dia de tais operações.
Estude esse glossário e apresente um desempenho ainda melhor na empresa. Quando precisar de auxílio com o controle financeiro empresarial, conte com o serviço de auditoria de contas e obtenha novas informações, bastante valiosas para a gestão do negócio!

Autor:

O que procura?

NEWSLETTER