Bitcoin e Blockchain: Entenda as Tendências do Mercado Financeiro

Esses são alguns dos termos mais falados atualmente, e saber o que eles realmente significam é muito importante para se manter a par das notícias

A tecnologia é capaz de mudar tudo aquilo que estamos acostumados, e nenhum setor consegue escapar dela. Investir em Bitcoin é algo relativamente comum hoje em dia, mas que ninguém podia imaginar há alguns anos.
Com todas essas mudanças, surgem novos termos, tipos de transações financeiras, modalidades de pagamentos e outros aspectos que precisam ser entendidos por todos que atuem nesse segmento.
A boa notícia é que todo esse assunto é bem mais simples do que pode parecer, então você poderá entender tudo sobre ele em bem pouquinho tempo, ainda mais com as informações que aprenderá aqui.

O Que é Bitcoin e Blockchain?

Entre todas as mudanças pelas quais o mercado financeiro passou nos últimos anos, alguns dos termos que todo diretor financeiro precisa saber são Bitcoin e blockchain, que em pouco tempo pode passar a fazer parte de sua rotina.
O Bitcoin é uma moeda virtual, que não existe fisicamente, diferente de todas as outras moedas físicas, como real, dólar, euro e libra, por exemplo. Você não vai encontrar uma moeda ou uma nota de Bitcoin por aí.
Existem outras moedas virtuais, também chamadas de criptomoedas, cujo funcionamento é igual ao dos Bitcoins, como Ethereum, Litecoin, Stellar, Ethereum Classic, Ripple e Zcash.
investir-em-bitcoin-dicas
 
 
 
 
 
 
 
 
Um dos motivos que faz com que muitas pessoas queiram investir em Bitcoin é o fato de que ele não é regulado por nenhum agente financeiro, como bancos ou demais instituições.
Porém, isso não quer dizer que ele seja um ativo totalmente livre e sem qualquer tipo de controle. Todas as transações realizadas com Bitcoins são registradas em uma espécie de livro-razão, que é criptografado e não pode ser modificado.
Dá-se a esse “livro” o nome de Blockchain, já que as transações que acontecem são armazenadas em blocos, que podem ser encaixados no sistema apenas se a assinatura digital usada for a correta.
Ainda assim, existe o fator humano em todo esse processo, já que são outros usuários dos Bitcoins, chamados de mineradores, que validam as transações feitas ao redor de todo o mundo.
Quem deseja investir em Bitcoin precisa entender quem são os mineradores, que são pessoas que usam seus recursos computacionais para que as transações sejam permitidas, além de também ajudarem a criar novos Bitcoins.
Esse é um sistema muito bem interligado e que faz a roda dos Bitcoins girar ao redor de todo o mundo, o que também ajuda a tornar essa criptomoeda cada vez mais importante e utilizada.

Como Funciona a Cotação dos Bitcoins?

Se você deseja se tornar um expert em gestão de contas, então precisa entender muito bem sobre o mercado financeiro, não apenas sobre as moedas e técnicas que existem há centenas de anos, mas também as novidades do mercado.
Logo, não é de se duvidar que os Bitcoins sejam ativos utilizados como forma de pagamento daqui a um tempo, principalmente por empresas que sejam mais ligadas à tecnologia, e entender a cotação dessa criptomoeda será fundamental.
Mesmo que tenha se tornado mais conhecido atualmente, essa criptomoeda já existe há um bom tempo, mas já é de se esperar que as novas tecnologias – e também as novas moedas – demorem mais tempo até que se estabeleçam.
De acordo com os registros, o Bitcoin passou a existir no final do mês de julho de 2011, quando cada criptomoeda valia R$ 23,99. Hoje em dia, nas cotações do início de julho, cada Bitcoin vale R$ 24.000, ou seja, um lucro de 100.000%.
O investimento em Bitcoins teve um boom muito forte do final do último ano para cá devido à sua volatilidade. Por não ter uma instituição financeira que o regule, o valor do Bitcoin pode flutuar muito rapidamente.
R$ 24.000 já parece bastante, mas investir em Bitcoin tem as suas surpresas, assim como pôde ser visto entre o final de outubro de 2017 e o início de fevereiro de 2018.
No dia 12 de novembro de 2017, um Bitcoin valia R$ 21.355. No dia 22 do mesmo mês, apenas 10 dias depois, o valor disparou para R$ 29.400, ou seja, um lucro de 37,7%.
Já no dia 17 de dezembro de 20170, pouco menos de um mês depois, o mundo todo ficou encabulado com o que aconteceu com o Bitcoin, já que cada criptomoeda valia R$ 69.350. 289.000% de lucro em comparação com o dia em que ele começou a existir.
Então, com essa notícia espantosa, o interesse em investir em Bitcoin aumentou muito. Os olhos do mundo caíram sobre essa moeda, que ganhou os holofotes das notícias.
Parte dessa volatilidade pode ser explicada pelo limite dos Bitcoins, já que, por definição, o “estoque” é de 21 milhões de criptomoedas em todo o mundo.
Devido a isso, a moeda não é negociada apenas por inteiro. Assim como os reais se dividem em centavos, os Bitcoins também têm as suas frações, que se dividem em 8 casas (1,00000000), o que permite a aquisição de uma parte do Bitcoin.

Como Investir em Bitcoin?

Uma das dicas de gestão financeira para facilitar o trabalho de um diretor financeiro pode ser aprender sobre o investimento em Bitcoins, e não há nada melhor para aprender do que praticar.
Quem quer investir em Bitcoin precisa ser muito cauteloso, já que a criptomoeda é ainda mais volátil do que as ações da bolsa de valores. Por isso, recomenda-se começar com pouco.
Devido às várias frações de um Bitcoin, basicamente é possível investir nessa criptomoeda com pouco dinheiro. Nada impede que você comece com R$ 20, por exemplo.
dicas-investir-em-bitcoin
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Então, com o seu pedacinho de Bitcoin, você entenderá melhor como acontece essa oscilação de valores, além de aprender quais são os momentos ideais para vender ou comprar as moedas.
Existem grandes vantagens nesse investimento, como praticidade, segurança e transparência – uma que se destaca entre as demais, já que você pode ter milhões de Bitcoins que ninguém saberá disso, a não ser você e quem você contar.
A identificação de cada usuário na rede é feita através de um código criptografado. Ao invés de se chamar Bruna ou Leonardo, seu “nome” na rede será indecifrável, algo como H1a9shOWUjs0w7ShbO89872, por exemplo.

Comece a Investir em Bitcoin!

Quem quer começar a investir na criptomoeda deve procurar por uma plataforma de negociação, também chamada de exchange, que seria o equivalente aos bancos tradicionais. Então, é só comprar quanto você desejar de Bitcoin.
Ele tem os seus riscos, mas ninguém duvida que investir em Bitcoin pode ser ótimo. Portanto, se você é um gestor, pode ser uma questão de tempo para que a criptomoeda seja tão importante em seu cotidiano como a procura por uma gestão de telecom econômica.

Autor:

O que procura?

NEWSLETTER